O TOQUE DO MESTRE!

Por Myra Brooks Welch

Batido e riscado estava, e o leiloeiro
Não deu muito valor ao violino
Achou que não valia muito a pena
Mas mesmo assim o segurou sorrindo.
“Quanto me dão por ele?” gritou.
“Quem começa a oferta? Vamos ver:
Um dólar, um dólar; quem dá mais?
Dois dólares, quem dá três?
“Três dólares, dou-lhe uma, dou-lhe duas…”
Mas do meio da multidão
Um senhor de cabelos grisalhos
Veio e pegou no arco então.
Tirou o pó do velho violino
As cordas soltas apertou
E tocou uma doce melodia
Que a todo mundo cativou.
A música parou, e o leiloeiro,
Agora falando de mansinho,
Disse: “Quanto dão pelo velho violino?”
E o segurou com muito carinho.
“Mil dólares, quem dá mais?
Dois, dois mil! E três, quem dá?
Três mil! Dou-lhe uma, dou-lhe duas…
Vendido!” disse ele pra fechar.
Mas leiloeiro, o que mudou o seu valor?
Foi algo que disseste?
Mas bem clara é a resposta
Foi o toque do Mestre.
Muita gente triste e perdida,
Surrada pelo pecado, em desatino
É menosprezada no leilão da vida,
Como o velho violino.
Mas quando vem o Mestre,
A multidão não consegue supor,
Que uma vida possa mudar tanto
Com um toque da mão do Senhor.
Ó Mestre! Estou desafinado
Toca-me Senhor com a Tua mão
Transforma-me, dá-me uma melodia
Para cantar a Ti no meu coração.

O Dr. Hubert Davidson visitou a famosa poetisa Myra Brooks Welch, que ficou conhecida principalmente por sua obra-prima “O Toque do Mestre”. Quando ele estava de saída, Myra Welch passou a mão no braço da sua cadeira de rodas e disse: “Eu dou graças a Deus por esta cadeira!” Imagine, estar agradecida por ter que ficar entrevada numa cadeira de rodas! Mas ela só descobriu o seu talento depois que ficou paralítica! Em vez de ficar amargurada, ela decidiu deixar a sua deficiência melhorar o seu interior, e assim abriu-se-lhe a porta de uma vocação nova e maravilhosa.

Uma vida não precisa ser célebre para ser linda. Pode existir tanta beleza numa florzinha como numa árvore majestosa, tanto numa pedrinha preciosa quanto num grande diamante. Uma vida pode ser fascinante e ao mesmo tempo sem valor aos olhos do mundo. Uma vida maravilhosa é a que cumpre a sua missão neste mundo, a que é o que Deus quer que ela seja, e a que faz o que Deus quer que ela faça. As pessoas simples e comuns correm o risco de achar que não podem ter uma vida maravilhosa, que não podem ajudar o mundo. Porém a vida mais insignificante que cumpre bem o seu propósito é maravilhosa para Deus.
Sra. Charles Cowman

O grande compositor, George Frideric Handel tinha ficado enfermo. Paralisado no lado direito e sem dinheiro, os credores ameaçaram mandar prendê-lo. Handel ficou tão deprimido com as suas trágicas experiências, que quase perdeu a fé e se desesperou. Mas superou tudo isso, e compôs a sua maior obra, o “Coral Aleluia”, o auge da sua grande obra “O Messias”.

O apóstolo João disse: “Esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (I João 5:4).

A nobreza de caráter não se adquire com possessões, poder, posição social ou prestígio. Ela vem da bondade, humildade, integridade e de servir os outros.

Deus não usa ninguém que se considere importante. Ele só usa os zés-ninguéns que Ele transforma em “alguéns”.

Os pólipos (hidras) que constroem os recifes de coral trabalham sempre debaixo d’água, sem nem sequer imaginar que estão construindo o alicerce de uma nova ilha onde, pouco a pouco, plantas e animais vão habitar, e filhos de Deus vão nascer.
Se o seu lugar nas “fileiras” de Deus é pouco glorioso e visível, não reclame, não procure sair da Vontade de Deus se Ele colocou você ali. Porque sem os pólipos, jamais se formariam os recifes de corais, e Deus precisa de pessoas dispostas a serem pólipos espirituais, a trabalharem incógnitas aos olhos dos homens, mas amparadas pelo Espírito Santo e reconhecidas por Deus.
Chegará o dia em que Jesus vai dar as recompensas, e Ele não comete erros, apesar de que alguns talvez ficarão imaginando como é que uma pessoa pode merecer uma recompensa tão maravilhosa, se nunca ouviram falar dela.
Você já parou para pensar que só os pássaros pequenos cantam? Nunca se ouviu uma águia cantar, nem um peru, nem um avestruz. Mas já se ouviu o canário, o sabiá e o rouxinol. A música mais doce vem dos cristãos que têm uma opinião muito humilde de si mesmos e diante do Senhor. “Ele exaltou os humildes”. (Lucas 1:52)
Você é a oportunidade de Deus para hoje. Ele esperou séculos por alguém exatamente como você. Caso você se recuse a aceitá-Lo, Deus vai perder a oportunidade que buscava em você, e jamais terá outra, pois jamais haverá neste mundo outra pessoa como você.

Entregue o seu dom a Deus, meu irmão
E Ele não terá que chamar outro então,
Basta você.
E Deus abençoará seu serviço
Vocês dois trabalharão nisso.
Deus e você.
— R.E. Neighbour

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *